As primeiras aulas dos nossos cursos são sempre gratúitas

Venha fazer uma aula experimental em qualquer uma das escolas em que ministramos os cursos. Se gostar você poderá se matricular na segunda aula...

Fazemos ilustrações e quadrinhos, se quiser nos contratar entre em contato pelo e-mail: deiacs@yahoo.com.br

Quer uma ilustração do seu personagem favorito ou uma história em quadrinhos? Contrate-nos para desenhar pra você, consulte os nossos preços...

Curso de Desenho Bushido em diversas escolas de Porto Alegre

Veja aqui abaixo os horários e locais do Do Curso de Desenho Bushido e escolha o melhor local para você!

Curso de Inglês Bushido

Conheça nossas aulas de inglês, faça uma aula gratuíta e veja se gosta do nosso método de ensino que inclui conversação, jogos, brincadeiras, filmes, etc...

Curso de Japonês Bushido

Aprender japonês não é tão difícil quanto parece, se você gosta da cultura japonesa, de animê e mangá, venha aprender os alfabetos Hiraganá e Katakaná, como fazer uma conversação simples e divirta-se aprendendo um idioma diferente!

Follow by Email

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Clara e Bruno

Estes são os personagens principais de "Ludoteca", gosto bastante de desenhar esse casalzinho, eles me lembram de quando namorava com o meu marido, hehehe... É muito bom lembrar, embora eu deva dizer que a vida de casada e a independência de se sustentar e morar longe dos pais é melhor ainda...

Meninas de Ludoteca



Essas são personagens da minha história "Ludoteca", esta história eu criei para fazer com um grupo de desenhistas e quadrinistas, mas como sempre é difícil juntar um grupo unido para tocar uma história independente, até porque na crise em que está o Brasil, estamos todos tendo que trabalhar loucamente pra conseguir dinheiro. Assim, não tenho como culpar ninguém, inclusive eu tive que deixar os quadrinhos de lado e me dedicar mais a dar aulas, porque é isso que está pagando o meu sustento. Embora, é com pesar no coração que deixo ficarem na gaveta personagens e histórias que gosto tanto...

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Página 4

Primeira página artefinalizada da minha nova história " A pequena feiticeira", faltam ainda os tons de cinza e os balões, mas essa parte está a cargo do Vitor Venturini, meu parceiro nessa história. Gostaria de ter opiniões sobre ela aqui nos comentários, quem puder deixar algum recado, eu agradeço!

Emily

Filha de Salazar e Milene, já mencionados e postados aqui, esta é a personagem principal da minha nova história "A pequena feiticeira". O que acham?

Sabini pronta para a luta

Este é um dos meus desenhos favoritos! Acredito que de alguma forma a minha artefinal evoluiu muito e em especial as linhas curvas me deixam extasiada aqui...

Sabini só o rosto

Estive estudando umas expressões para o rosto de Sabini, procuro algo que combine com a personalidade intempestiva dela. Acho que estou acertando!

Sabini com Fita

Sempre gostei de ginástica rítmica, eu treinei um pouco no Grêmio Nautico União quando era criança, pena que eu era muito descordenada na época e não tive futuro com a prática. Contudo, a minha paixão por fita e por dança, acredito ter nascido lá naquelas aulas... De forma, que aqui está a minha personagem Sabini brincando com a fita. Dá para notar que eu adoro linhas curvas, né!

Gabriel

Este é um dos Anjinhos da história "Sabini", a ideia é ele não parecer nem menino, nem menina... Mas no fim das contas, acho que ficou parecendo mais uma menina mesmo. Esse é um desenho antigo, na verdade, já desenhei muita coisa da história da Sabini, pois é a história mais antiga que criei. O estranho é que quando a gente gosta muito dos personagens pode ficar muito tempo sem desenhá-los que quando volta a olhar para eles dá aquela vontade de desenhar de novo e parece que os personagens tem vida própria. Acho que eu li isso em Bakuman... era o Nizuma que dizia que os personagens que ele criava se mexiam sozinhos e tinham vida própria, era por isso que era tão fácil de desenhá-los. E ele ainda terminava esse discurso com a pergunta: Não é assim pra todo mundo?
Não sei se é sempre assim pra mim, mas com algumas histórias que invento parece ser isso mesmo, as imagens vem na minha mente como se fossem passagens de um filme já pronto, os personagens vão se mexendo sozinhos, como se tivessem vontade própria. Isso as vezes me deixa indignada, porque tenho que fazer uma força enorme na minha mente pra mudar os destinos dos personagens se eles já aparecem pra mim de uma forma diferente da qual me agradaria.

Brincando com lápis de cor

    Um dia em que estava descontraída brincando com os lápis de cor...